Centro de Educação Infantil Dona Filhinha

OSEBS - Obras Sociais Espíritas Bittencourt Sampaio

Obras Sociais Espíritas Bittencourt Sampaio

História

Para falar do Centro de Educação Infantil Dona Filhinha-CRECHE, faz-se necessário esclarecer as atividades assistenciais que lhe precederam.

Em 1999, durante um congresso de trabalhadores da área de Promoção Social Espírita, vindos de todos Brasil (CONCAFRAS), fundou-se o posto de assistência Bezerra de Menezes, no setor Madre Germana I, em Aparecida de Goiânia, onde são realizadas, semanalmente, diversas atividades de promoção social junto àquela comunidade. Em 2006 iniciou-se mais um projeto, a CRECHE, com atividades diárias e período integral.

No início, face à inexistência de infra-estrutura, as atividades ocorriam à sombra das árvores existentes. Com o passar do tempo surgiram as modestas edificações. Hoje, temos toda uma estrutura, com capacidade para receber crianças de 2 (dois) a 6 (seis) anos. No ano de 2005, a Prefeitura Municipal de Aparecida de Goiânia regularizou a doação de um terreno, no qual foi construído o Centro de Educação Infantil Dona Filhinha.

Com o auxílio das Obras Assistenciais Dona Filhinha, que também se engajou nesse objetivo comum, viabilizou-se, através da Organização

das Voluntárias de Goiás (OVG), a doação dos recursos utilizados na aquisição do material de construção. A obtenção de recursos necessários para a mão-de-obra se deu por meio de doações de amigos e pessoas físicas que se dispuseram a colaborar.

Além dessas contribuições, inúmeros outros colaboradores se envolveram, possibilitando, assim, o término dessa etapa.

A história é feita de acontecimentos diários, e para acontecer é necessário o auxílio de corações bondosos, despreendidos e que queiram estar juntos dessa grande empreitada de amor.

Missão:

Não apenas “cuidar”, mas sim cuidar e educar crianças, em situação de risco social. Capacitando-as a tornarem-se autônomas de seu processo de aprendizagem, e estimulando-as ao seu desenvolvimento moral, intelectual, emocional e espiritual.

Visão:

Dar continuidade a outros projetos sociais necessários, como, por exemplo, uma instituição educacional que possa acompanhar as crianças, com mais de seis anos, até que estas estejam capacitadas a viverem dignamente em sociedade.

Valores:

Não se trata de um “depósito de crianças”, mas sim de um centro de formação de indivíduos-cidadãos, que dá assistência e amparo necessários para uma formação baseada em princípios morais, éticos e cristãos.

historia_15

historia_13
historia_14